Bem vinda(o) à minha página ! Sempre gostei de arrumar o guarda-roupa, mudar peças de lugar, agrupar por cor, depois por modelo, praticar o "desapego" (entra peça, sai peça, do contrário a porta não fecha rsrsrs) e curtir revistas e informações de moda. Nos últimos anos comecei a prestar atenção ao que é Moda, Estilo, qual a roupa mais adequada para cada um e a buscar informações sobre História da Moda, Estilistas e Personal Stylist. Desde julho/2011 publico aqui no blog informações sobre tudo isso pra vocês. Acessem e naveguem à vontade !

"Moda passa, estilo é eterno" - Coco Chanel

Você também me encontra aqui:

Facebook: https://www.facebook.com/modaeestilosera/

Pinterest: https://br.pinterest.com/elaineaiolfe/

Instagram: https://www.instagram.com/elaineaiolfe/

8 de mar de 2012

Véu também é moda. Veja onde.

Não estamos falando de noivas hoje e sim da moda no Irã. Sim, nesse país que segue a religião islâmica e as mulheres tem que cobrir cabelos, braços e pernas, na semana passada aconteceu o 1o. Festival de Moda Islâmica, nada mais do que uma mostra de modelos adequados à religião e que ocorreu em um centro de exposições. Nessa feira, foram mostradas peças fugindo do preto (que até então era como uniforme) como véus vermelhos, amarelos, laranjas, roxos, vídeos mostrando como usar um lenço com mais estilo, casacos compridos - os mantôs. Esse item e o véu fazem parte do look para sair às ruas. Dentro de casa, elas podem ficar mais à vontade.

Visão da feira. Fonte: Folha de São Paulo. Foto de Maryam Rahmanian/FolhaPress

Sem desfile com modelos, as opções conferidas no próprio manequim de loja. Fonte: g1.globo.com

Nessa feira não havia modelos desfilando e sim roupas mostradas nos manequins, como hijabs (lenço que cobre o cabelo), chadores (véu que cobre o corpo todo), sapatos e acessórios. No Irã não precisa usar burca, mas as mulheres tem que seguir fielmente os preceitos religiosos, são quase que leis na verdade. Pela religião, a mulher não pode mostrar suas formas, então o casaco (mantô) é imprescindível para sair às ruas. 

Respeitando a religião delas, vejam como sempre pode se dar um jeitinho para ficar mais bonita, sem quebrar regras mais rígidas. Para nós, ocidentais, tanto pano assim pode ser a maior besteira, assim como para elas nossa exibição do corpo (às vezes em lugares onde não deveria) também pode ser ridículo. E elas aproveitam essas brechas em um país onde religião é poder e adquirem seus hijabs, chadores e ficam bonitas como gostam de estar. 

Descobri que durante o ano também ocorrem desfiles como a Fashion Week em países que seguem a mesma religião porém um pouco mais abertos à modernidade, pois permitem esse tipo de evento, com modelos bem maquiadas desfilando lenços, mantôs mais modernos e coloridos.

Desfile em nov/2010 na Malásia. Fonte: estilo.uol.com.br. Foto de Bazuki Muhamma/Reuters

Feira de moda islâmica na Turquia, em 2010. Fonte: noticias.r7.com
Não importa como, sempre dá-se um jeitinho de fazer sua moda com estilo onde quer que você esteja.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...