5 de dez de 2011

Alta Costura e Prêt-à-Porter

Quando acontecem os desfiles, se escuta falar de Alta Costura e Prêt-à-Porter. Mas não é a mesma coisa, são roupas invadindo a passarela, porém o objetivo é bem diferente. Veja o que quer dizer cada um deles:


Desfile Alta Costura da Chanel - julho 2011. Fonte: http://www.folhavitoria.com.br/

Para ser considerada Alta Costura, a grife tem que ser avaliada e aprovada pela Câmara da Alta Costura Francesa e ter as seguintes características:
  • Apresentar 2 coleções por ano com 25 modelos
  • Ter um número mínimo de funcionários fixos
  • As peças são feitas à mão
  • Não pode ter 2 peças confeccionadas iguais, se tiver tem que ser vendidas à clientes de continentes diferentes, pois serão exclusivas das compradoras (ou seja, não podem frequentar as mesmas festas rsrsrs)
Poucas mulheres no mundo adquirem alta costura e a maior parte delas vive no Oriente Médio (por que será ???)

 No caso do Prêt-à-Porter, esse nome chique, que nada mais é do que Ready to Wear ou Pronto para Vestir - é a roupa que compraremos e usaremos. Mostraram vestidos floridos ? Cor pink como destaque ? logo logo estará nas vitrines para as consumidoras.


Desfile Prêt-à-Porter de Elie Saab -Inverno 2011/2012. Fonte: http://leonizemaurilio.fashionbubbles.com/

O foco é a venda em grandes quantidades, o mesmo modelo é cortado em moldes com tamanhos diferentes, poderá ter variações de cor ou mesmo de estampa, mas no mesmo modelo de roupa.

E o que pode ser considerado peça exclusiva ?
É o tricô feito à mão pela sua avó ou tia, a blusinha bordada à mão e vendida na feirinha hippie ou a peça da costureira ou alfaiate, e que tem a sua cara.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...